Israel

Mídia: Israel usou o F-35 para atacar a base iraniana no Iraque

O jornal pan-árabe Al-Shark al-Ausat escreve que Israel está expandindo os ataques contra instalações iranianas na Síria e no Iraque. De acordo com a publicação, pela segunda vez em um mês, depósitos de mísseis iranianos em território iraquiano foram atacados.

Fontes diplomáticas ocidentais disseram à publicação que em 19 de julho, durante um ataque à base iraniana na província de Salah ad-Din, os israelenses usaram o mais recente avião de combate F-35.

O jornal também informa sobre o ataque em 29 de julho da base militar de Ashraf, localizada a 40 quilômetros a sudeste de Bagdá. No passado, abrigou a sede do movimento de oposição Mujahaddin Hulk, que está lutando contra o regime aiatolá.

Fontes disseram que o ataque da força aérea israelense ao território da província síria de Daraa tinha como objetivo impedir que o Irã estabelecesse controle sobre a altitude estratégica. O jornal observa que os últimos ataques coincidiram com os testes bem-sucedidos do sistema de defesa antimísseis Hets-3.

Lembre-se: Israel não assumiu a responsabilidade pelo ataque em 19 de julho da base xiita pró-iraniana Al-Hashd al-Shaabi, no leste da província de Salah al-Din, no Iraque. Segundo as publicações da mídia árabe, a base sofreu danos significativos, houve vítimas.

De acordo com o canal de TV Al-Arabiya, havia mísseis balísticos de fabricação iraniana na base, há algum tempo transportados do Irã por caminhões projetados para transportar alimentos congelados.

Inicialmente, o comentário comandado pelo comando das forças armadas iraquianas, segundo o qual um drone desconhecido atingiu uma base em Al-Hashd al-Shaabi. Mais tarde, nas redes sociais, houve publicações de que o ataque foi realizado por combatentes israelenses do F-35.

Um golpe no alvo perto do ponto de Tel Al-Hara na província síria de Daraa foi atingido na noite de 24 de julho. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos informou a morte de nove pessoas, incluindo seis estrangeiros.