Mundo

Honduras reconhece Jerusalém como a capital de Israel, planeja abrir escritório diplomático

O escritório diplomático na cidade disputada será uma extensão da embaixada de Honduras em Tel Aviv.

O presidente hondurenho, Juan Orlando Hernandez, viajará a Israel na sexta-feira para inaugurar um “escritório diplomático” em Jerusalém, reconhecendo a cidade sagrada como a capital de Israel.

O escritório diplomático na cidade disputada será uma extensão da embaixada hondurenha de Tel Aviv.

“Para mim, é o reconhecimento de que Jerusalém é a capital de Israel”, disse Hernandez na terça-feira.

O Ministério das Relações Exteriores disse em comunicado que Israel havia proposto que Honduras transferisse sua embaixada para Jerusalém, que está sendo “analisada e avaliada no contexto internacional e nacional”. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, provocou uma deterioração nas relações entre Washington e as autoridades palestinas no ano passado, quando os Estados Unidos transferiram sua embaixada para Jerusalém.

Guatemala e Paraguai seguiram o exemplo, enquanto o Brasil disse que estava estudando a possibilidade. O Paraguai reverteu sua decisão após apenas quatro meses.

Mover uma embaixada para Jerusalém é altamente controverso. Israel reivindica toda Jerusalém como sua capital, enquanto os palestinos veem Jerusalém Oriental como a capital do seu futuro estado.

Tradicionalmente, a maioria das missões diplomáticas em Israel esteve em Tel Aviv, uma vez que os países mantiveram uma postura neutra em relação ao status de Jerusalém.

One Reply to “Honduras reconhece Jerusalém como a capital de Israel, planeja abrir escritório diplomático

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *