Oriente Médio

Membros do parlamento da Jordânia pedem revisão do tratado de paz com Israel

Israel diz que cidadão jordaniano está sob custódia após planejar atacar o soldado IDF no mês passado em Hadera

Os membros da Câmara dos Representantes da Jordânia pediram a Amã que expulse o embaixador de Israel no país após uma série de supostas violações no Monte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém, informou a Sky News.

Parlamentares jordanianos também exigiram que o reino revisasse seu tratado de paz com Israel, já que as tensões continuam a aumentar entre os dois países.

Enquanto isso, a Polícia de Israel anunciou na segunda-feira que prenderam um cidadão jordaniano no mês passado depois de frustrar uma suposta conspiração terrorista para atacar um soldado da FDI (Forças de Defesa de Israel). 

As autoridades dizem que a pessoa sob custódia pretendia realizar um ataque de esfaqueamento no ponto de ônibus em Hadera, depois de ser solicitada a identidade.

Embaixador de Israel convocado por repreensão

O relatório chega um dia depois que o embaixador de Israel na Jordânia, Amir Weissbrod, foi convocado por altos funcionários em Amã para discutir as recentes “violações israelenses no Monte do Templo”, informou a mídia árabe.

De acordo com a emissora de língua hebraica Channel 12, o Ministério de Relações Exteriores de Israel confirmou que Weissbrod foi condenado a Amã, mas não revelou a natureza exata da convocação.

Na semana passada, quatro policiais ficaram levemente feridos junto com 14 fiéis muçulmanos durante os confrontos no Monte do Templo, em Jerusalém, enquanto as autoridades espalhavam multidões lançando granadas de som e gás lacrimogêneo.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, originalmente ordenou o fechamento do local sagrado para os adoradores judeus, enquanto dezenas de milhares de muçulmanos chegavam lá, enquanto as duas religiões celebravam feriados sobrepostos.

Mas, após imensas críticas de grupos religiosos e figuras de direita, as autoridades israelenses abriram o acesso aos fiéis judeus, permitindo a entrada em pequenos grupos.

One Reply to “Membros do parlamento da Jordânia pedem revisão do tratado de paz com Israel

  1. A Jordânia está errada pois ,no passado,fez parte de coalizões árabes para atacar e exterminar Israel.E depois,após a Guerra dos Seis Dias,em um gesto de boa vontade,o PM de Israel devolveu à Jordânia a autonomia sobre o Monte do Templo,um lamentável erro histórico.
    “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem”(Gn 12.3).
    O governo de Amã deveria considerar seriamente a Palavra de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *