Israel

Polícia pára ônibus cheio de palestinos a caminho de Israel para ir à praia

Policiais de fronteira frustram a “infiltração” de 56 homens, mulheres e crianças da Cisjordânia – com equipamento de natação, sem permissão para entrar em Israel

Oficiais da polícia de fronteira disseram na quinta-feira que um ônibus lotado de homens, mulheres e crianças palestinos tentou ilegalmente entrar na Cisjordânia, aparentemente a caminho da praia.

Guardas no posto de controle az-Za’ayyem, a leste de Jerusalém, disseram que eles entraram no ônibus particular para uma checagem de segurança depois de considerá-lo suspeito. O motorista do ônibus, que é residente de Jerusalém Oriental, e os passageiros, entre os quais havia numerosos filhos, foram detidos para interrogatório no cruzamento.

“As tropas que pararam o ônibus para um cheque ficaram surpresas ao descobrir que todos os seus passageiros, 56 crianças, mulheres e homens, não tinham permissão para entrar em território israelense”, disse um comunicado da Polícia de Fronteira, acrescentando que os palestinos eram moradores da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, e de suas aldeias vizinhas.

“Em uma busca no ônibus, itens de roupas e outros efeitos foram localizados, o que reforça a suspeita de que era um grupo indo para uma das praias de Israel”, disse a polícia.

A Polícia de Fronteiras elogiou seus oficiais por um trabalho bem feito, embora o grupo não pareça representar uma ameaça à segurança.

“A Polícia de Fronteiras tem testemunhado inúmeras tentativas de infiltração de palestinos no território israelense por vários objetivos”, afirmou. “Os oficiais situados nos cruzamentos na área em torno de Jerusalém continuarão a trabalhar profissional e proativamente para evitar a infiltração daqueles que não têm permissão para entrar no país, ilegais que possam estar envolvidos em atividades criminosas e, ocasionalmente, até mesmo terrorismo. em território israelense. ”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *