Israel

Temendo ataques do Hezbollah, a IDF limita o tráfego do exército no norte

Israel fecha estradas na fronteira norte para veículos militares devido a preocupações com a retaliação do Hezbollah.

O sistema de defesa de Israel na manhã de terça-feira decidiu fechar várias estradas perto da fronteira Líbano-Israel para o tráfego militar, devido a preocupações de que o Hezbollah vai retaliar os recentes acontecimentos no Líbano e na Síria, informou Israel Hayom .

O fechamento, que inclui todas as estradas dentro de 5 quilômetros da fronteira, não se aplica ao tráfego civil.

As rotas afetadas incluem a rota 8990, 8993, 8967, 886 e parte de 899, acrescentou Israel Hayom .

Na noite de segunda-feira, o Hezbollah afirmou que dois drones israelenses caíram em Beirute. De acordo com a alegação, o primeiro drone estava armado com 5,5 quilos de C4, um poderoso explosivo, e o segundo drone também estava armado, mas caiu prematuramente. A organização terrorista também alegou que os drones não eram drones de inteligência e que haviam sido manipulados para explodir em um certo ponto.

No domingo, o primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, condenou no domingo Israel supostamente enviando VANTs que caíram sobre o sul de Beirute como um “ataque gritante à soberania do Líbano”.

“Essa nova agressão […] constitui uma ameaça à estabilidade regional e uma tentativa de empurrar a situação para mais tensão”, disse ele em um comunicado.

O presidente libanês Michel Aoun denunciou o ataque de drones como uma “declaração de guerra que nos permite recorrer ao nosso direito de defender nossa soberania. Somos um povo buscando a paz, não a guerra, e não aceitamos ninguém nos ameaçando em qualquer guerra”. “

No sábado, a IDF frustrou um ataque terrorista planejado pelo Irã , quando atingiu alvos iranianos fora de Damasco, após informações secretas de que o Irã planejava lançar drones armados no norte de Israel.

One Reply to “Temendo ataques do Hezbollah, a IDF limita o tráfego do exército no norte

  1. Israel tem alta tecnologia e não atacaria usando drones defeituosos e com baixo poder de fogo.Tudo isso cheira a farsa para enganar as pessoas e convencê-las a atacar Israel.Ou foi a liderança do Hesbollah que forjou isso ou foi os próprios iranianos para insuflarem o espírito belicoso dos combatentes do Hesbollah.
    Os preparativos para a guerra já ocorreram de ambos os lados.Faltam agora as escaramuças.E Israel está certo em se precaver:”Com medidas de prudência farás a guerra,na multidão de conselheiros está a vitória”(Pv 24.6).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *