Hezbollah

Nasrallah adverte que o Irã ‘destruirá’ a Arábia Saudita se atacar

O chefe do Hezbollah também diz que a alegada derrubada do grupo por drones israelenses reduziu as violações israelenses do espaço aéreo libanês

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, se dirige a apoiadores em um subúrbio ao sul de Beirute, Líbano, em 3 de novembro de 2014. (AP Photo / Hussein Malla, File)

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, se dirige a apoiadores em um subúrbio ao sul de Beirute, Líbano, em 3 de novembro de 2014. (AP Photo / Hussein Malla, File)

O chefe do Hezbollah, Hassan Nasrallah, alertou a Arábia Saudita na sexta-feira que o Irã o destruiria se iniciasse uma guerra na região.

“Não jogue uma guerra com o Irã”, disse o líder do grupo terrorista em discurso transmitido na televisão Al-Manar do Líbano. “Isso vai te destruir. Sua casa é feita de vidro e sua economia.

O ministro das Relações Exteriores do Irã alertou na quinta-feira que qualquer ataque ao seu país por causa de um ataque de drones e mísseis contra a indústria de petróleo da Arábia Saudita resultaria em “guerra total”, aumentando ainda mais as tensões no Golfo Pérsico.

Nasrallah também disse que a decisão de “confrontar” os drones israelenses no Líbano “levou a uma diminuição no número de violações do espaço aéreo libanês”.

Ele disse que o Hezbollah rejeitou qualquer tentativa de Israel de criar “novas regras de engajamento, e temos o direito de continuar abordando os drones”.

No início deste mês, o Hezbollah afirmou ter abatido um drone israelense que entrou no espaço aéreo libanês. O exército confirmou que um drone caiu dentro do território libanês, mas não reconheceu que havia sido abatido.

O chefe do Hezbollah também comentou as recentes eleições em Israel, após as quais ainda não está claro quem será o próximo primeiro ministro de Israel.

“Isso não importa para nós. Direita, esquerda, centro, é tudo a mesma coisa. Não vemos muita diferença ”, disse ele. Mas ele afirmou que o primeiro ministro Benjamin Netanyahu “fez de tudo para permanecer primeiro ministro. Ele começou a atacar no Iraque, intensificou os ataques na Síria, liderou um ataque em [Beirute], aumentou a retórica sobre Gaza, anunciou que iria anexar a Cisjordânia e quase causou conflitos generalizados no Líbano. ”

Na quinta-feira, o Líbano acusou oficialmente Israel de lançar drones de ataque carregados com explosivos em Beirute no mês passado. Nas primeiras horas do dia 25 de agosto, um UAV explodiu no ar diante dos escritórios do Hezbollah, apoiado pelo Irã, causando danos ao edifício. Um segundo caiu nas proximidades e foi recuperado pelo grupo terrorista. O ataque teria como alvo o projeto de mísseis de precisão do grupo terrorista libanês.

Soldados libaneses carregam um drone que caiu em um subúrbio do sul de Beirute, durante uma conferência de imprensa realizada pelo ministro da Defesa libanês Elias Bou Saab no Ministério da Defesa em Yarze, nordeste de Beirute, em 19 de setembro de 2019 (Joseph Eid / AFP)

Embora Israel tenha reconhecido a realização de milhares de ataques aéreos dentro da Síria contra transferências de armas para combatentes apoiados pelo Irã e para impedir a República Islâmica de se firmar lá, raramente reconhece ataques individuais.

A ambiguidade faz parte de uma estratégia vista como ajuda a dar cobertura a Teerã e Damasco da necessidade de revidar para salvar a face. Israel parece ter aplicado a mesma estratégia no Iraque, onde foi relatado que as IDF realizaram vários ataques contra posições da milícia apoiadas pelo Irã perto de Bagdá.

One Reply to “Nasrallah adverte que o Irã ‘destruirá’ a Arábia Saudita se atacar

  1. As coisas parecem acontecer semelhantemente de como foi às vésperas tanto da 1ª como da 2ª Guerra Mundial.
    O homem não aprende com a História.O clima é sempre tenso e propício a um início de guerra.Os líderes tomam medidas agressivas e provocativas enquanto fazem discurso de não saberem de nada,de quererem só a paz,etc.Atacam às escondidas e se fazem de bonzinhos publicamente.
    Agora,depois do ataque às refinarias sauditas,o discurso é ‘queremos a paz,não fomos nós,mas se formos atacados,haverá guerra total e a Arábia Saudita será destruída.
    Há muita hipocrisia e dissimulação!
    O único que tem credibilidade de falar de paz é o Deus vivo:”Escutarei o que Deus,o SENHOR,disser,pois falará de paz ao seu povo e aos seus santos”(Sl 85.8).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *