Breaking News Netanyahu

Relatório: Procurador do Estado diz que Netanyahu não pode formar governo sob indiciamento

Embora a lei permita que um primeiro-ministro continue servindo enquanto enfrenta acusações criminais, Shai Nitzan disse ao seu pessoal que o primeiro-ministro não pode formar um novo governo em tal situação

O promotor de Estado Shai Nitzan discursa em uma conferência do Ministério da Justiça em Tel Aviv, em 4 de novembro de 2019. (Flash90)

O promotor de Estado Shai Nitzan discursa em uma conferência do Ministério da Justiça em Tel Aviv, em 4 de novembro de 2019. (Flash90)

Relatório: Promotor do Estado diz que Netanyahu não pode formar governo sob indiciamento

O promotor de Estado Shai Nitzan está dizendo em reuniões fechadas que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu não poderá a partir de agora receber o mandato de formar um governo devido às acusações criminais contra ele.

Fontes do Ministério da Justiça são citadas pelo site Globes dizendo que Nitzan disse que, embora a lei permita que um premier continue servindo sob uma acusação e não o obrigue a renunciar, as decisões anteriores da Suprema Corte apóiam a tese de que ele não pode formar uma governo ao enfrentar acusações.

Nitzan se recusa a comentar o relatório e seu escritório diz que “ainda não foi tomada uma decisão sobre o assunto”.

One Reply to “Relatório: Procurador do Estado diz que Netanyahu não pode formar governo sob indiciamento

  1. “Os seus cabeças dão as sentenças por suborno”(Mq 3.11).
    Eu já vi várias vezes,e em uma delas ,fui pessoalmente prejudicado.Aquele que está na posição de julgar,não o faz com isenção ética,moral e justa ,mas sentencia porque tem ‘rabo preso’ ou porque recebe vantagens ilícitas de um dos lados,ou porque está ambicioso e recebe uma propina para decidir a favor de um lado.
    A gente se sente por demais indignado e ,por uns instantes,desejamos literalmente matar tal pessoa.
    Quem está na liderança ou exerce o cargo de juiz não pode se submeter a julgar e decidir pendendo para o lado que lhe oferece propinas.Isso é abominável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *