Mundo

Chefe de polícia em Michigan pede desculpas por gostar de postagem pró-Israel no Facebook

Um oficial libanês-americano no subúrbio de Detroit com uma minoria árabe-americana substancial esclarece que ele é ‘um orgulhoso árabe-americano, e eu digo em voz alta: #Palestina Livre’

Manifestantes americanos que apóiam os palestinos realizam uma manifestação em 18 de maio de 2021 em Dearborn, Michigan.  (AP Photo / Carlos Osorio)

Manifestantes americanos que apóiam os palestinos realizam uma manifestação em 18 de maio de 2021 em Dearborn, Michigan. 

 O chefe da polícia em Dearborn, um subúrbio de Detroit com uma minoria árabe-americana significativa, se desculpou por gostar de uma postagem pró-Israel na mídia social depois de receber críticas de alguns em sua comunidade.

“Alguns dias atrás, gostei da foto do perfil de um colega e amigo profissional que agora descobri que também continha uma mensagem que incomodou muitas pessoas”, disse Ronald Haddad em 18 de maio, informou o Detroit Free Press . “Sinto muito por qualquer mágoa ou confusão que esse erro causou.”

Haddad, que é libanês-americano e cristão, disse se identificar com a “luta palestina” e depois postou a foto de uma bandeira palestina em seu escritório.

“Esta bandeira palestina está em meu escritório há anos”, disse ele. “Meus pais libaneses me educaram na luta palestina pelos direitos. Então deixe me ser claro. Sou um árabe-americano orgulhoso e digo em voz alta: #Palestina Livre. ”

Haddad foi criticado por líderes locais depois de gostar de uma mudança na foto de perfil de um policial de outro departamento. Em 11 de maio – um dia após o início da última luta entre Israel e o Hamas – o oficial acrescentou um banner “Eu estou com Israel” em sua foto de perfil.

A nova foto do perfil também trazia o logotipo do Comitê Judaico Americano.