Clima Oriente Médio

A tempestade tropical Shaheen atinge Omã, matando 3

O ciclone tropical Shaheen foi rebaixado a tempestade tropical depois que atingiu o continente em Omã, mas as autoridades nos estados do Golfo pediram cautela, prevendo ventos fortes e inundações.

O ciclone tropical Shaheen atingiu a terra em Omã no domingo, já tendo matado pelo menos três pessoas, sua chuva forte e ventos ferozes levando a evacuações de áreas costeiras e atrasando voos de e para a capital, Muscat.

À medida que o ciclone se aproximava, uma criança arrastada pela água foi encontrada morta, informou a agência de notícias estatal, e outra pessoa estava desaparecida. Dois trabalhadores asiáticos morreram quando uma colina desabou em sua área residencial em uma zona industrial, informou a agência de notícias estatal.

Quando seu olho cruzou a terra, o ciclone carregava ventos de 120 a 150 km por hora (75-93 mph), disseram as autoridades de Omã. Eram ondas de até 10 metros (32 pés).

Imagens de vídeo de emissoras locais mostraram veículos submersos enquanto as pessoas tentavam fazer seu caminho através da enchente marrom e lamacenta.

Parte da parede do olho da tempestade, onde ocorre o clima mais severo, entrou na governadoria de Al Batinah South, disse a agência de notícias estadual. O olho também entrou entre os estados de Musanah e Suwaiq.

O estacionamento do Complexo Al Qurum é inundado quando o ciclone Shaheen atinge a costa de Muscat Oman, em 3 de outubro de 2021. (crédito: OMAN NEWS AGENCY / HANDOUT VIA REUTERS)

O estacionamento do Complexo Al Qurum é inundado quando o ciclone Shaheen atinge a costa de Muscat Oman, em 3 de outubro de 2021. (crédito: OMAN NEWS AGENCY / HANDOUT VIA REUTERS)

Chuvas intensas de até 500 cm (20 polegadas) eram esperadas em algumas áreas, podendo causar inundações repentinas.

Os ciclones perdem constantemente sua energia quando param de viajar sobre as águas do oceano e Shaheen foi rebaixado a uma tempestade tropical depois de atingir a terra, disse o serviço local de meteorologia em um tweet.

O comitê nacional de emergência disse que o fornecimento de energia seria cortado em al-Qurm, a leste da capital, para evitar acidentes. Mais de 2.700 pessoas foram colocadas em abrigos de emergência.

A maior parte dos cinco milhões de habitantes do país exportador de petróleo vive em Muscat e arredores . As estradas na capital estariam abertas apenas para veículos em viagens de emergência e humanitárias até que a tempestade diminua, disseram as autoridades.

Nos Emirados Árabes Unidos, autoridades informaram que medidas cautelares estão sendo tomadas. Os policiais estavam se movendo para garantir a segurança, conduzindo patrulhas de segurança perto de praias e vales, onde eram esperadas chuvas torrenciais.

As autoridades de defesa civil da Arábia Saudita pediram cautela em várias regiões, de segunda a sexta-feira, na expectativa de ventos fortes e possíveis inundações, informou a agência de notícias estatal.