Irã Israel

‘Guerra com Israel já começou’ diz o porta-voz da FM iraniana

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano disse ao Maariv que uma solução deve ser encontrada para as questões regionais de acordo com as resoluções da ONU.

 Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh (crédito da foto: Maryam Kamyab / Mehr News Agency)

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Saeed Khatibzadeh(crédito da foto: Maryam Kamyab / Mehr News Agency)

“A guerra com Israel já começou”, disse o porta-voz do Ministério do Exterior iraniano, Saeed Khatibzadeh, ao Maariv . 

“Israel realizou ataques com o objetivo de destruir nosso programa nuclear para fins pacíficos. Assassinou cientistas nucleares e prejudicou o povo iraniano. O Irã é acusado de terrorismo, mas não existe terrorista bom ou mau. Toda a crise na região é Culpa de Israel.

“Khatibzadeh mais tarde afirmou que Israel havia “feito tudo” para frustrar as negociações nucleares em Viena e para causar conflito entre o Irã e as potências mundiais. Ele acusou os Estados Unidos de “terrorismo brando” ao suspender remédios e matar de fome o povo de seu país.

O porta-voz iraniano disse que a decisão estratégica do Irã de retornar à sétima rodada de negociações nucleares em Viena já havia sido tomada e que seu país já havia anunciado isso há duas semanas ao representante da UE responsável pelas negociações.

DELEGADOS ESPERAM o início das negociações sobre a retomada do acordo nuclear com o Irã de 2015, em Viena, Áustria, no mês passado.  (crédito: DELEGAÇÃO DA UE EM VIENA / HANDOUT VIA REUTERS)

DELEGADOS ESPERAM o início das negociações sobre a retomada do acordo nuclear com o Irã de 2015, em Viena, Áustria, no mês passado. (crédito: DELEGAÇÃO DA UE EM VIENA / HANDOUT VIA REUTERS)

Questionado se achava que um retorno ao acordo nuclear impediria uma operação militar de Israel, o porta-voz respondeu: “Israel danificou gravemente nossa pesquisa e sistema civil. Fala-se de uma ameaça nuclear iraniana, mas Israel tem centenas de bombas, e nunca assinou o Tratado de Não Proliferação.

“No entanto, Khatibzadeh, que falou no Fórum Mundial da Paz, disse que “a região está cansada de guerras. Devemos encontrar uma nova abordagem para resolver os problemas de acordo com as resoluções da ONU. Todas as partes devem mostrar vontade política para um acordo.”